Auroville / Pondicherry

Auroville

Então de Chennai seguimos para a cidade de Pondicherry, para conhecer uma vila em especial, mais especificamente uma eco-vila, chamada Auroville, a cidade da Aurora, cidade do Amanhecer. Propomos vê-la e senti-la, para em algum nível sermos tocados pela forma de viver  local. Ficaremos hospedados dentro desta Ecovila, para podermos ver mais de perto a sua proposta de vida. Para começar a compreende-la, segue:

Um pouco da Historia de Auroville

Auroville foi um ideal concebido por uma francesa chamada Mera, que era conhecida como a “Mãe”. Ela vai para India nos anos 20 e permanece no país. Encontrou Sri Aurobindo, seu mentor espiritual e juntos construíram uma comunidade espiritual (Ashram) em Pondicherry, Ashram que também vamos conhecer. Nos anos 50, ela concebe a ideia de uma cidade, onde as pessoas vivem de forma harmoniosa, baseada nos princípios da Yoga Integral de Sri Aurobindo. Pensada como um laboratório, onde as pessoas pudessem experienciar uma nova forma de viver, com mais harmonia e especialmente com mais união, sem distinção de raça, nacionalidade, ou credos.

Ela faz um esboço da vila, e entrega a Roger Anger um arquiteto famoso de vanguarda da França,  esta missão divina de projetar este sonho em realidade. Eles apresentam o projeto para a ONU o qual foi aprovado. O terreno onde eles iriam construir a vila, de aproximadamente 20 quilômetros quadrados, era totalmente árido e estéril e os pioneiros imbuídos da força do ideal, re-florestaram toda a área.

Auroville Jornada Sagrada ao Sul da Índia

A “Mãe” marcou um ponto no mapa, onde seria o centro desta Ecovila, no ponto onde ela marcou o centro, existia uma árvore, Banya Tree, que é uma árvore sagrada na India, em meio do deserto.

Hoje esta árvore é o centro de Auroville. E a primeira construção que eles ergueram, foi um templo, chamado Matrimandir (o templo da Mãe) em forma de uma bola de ouro, ao lado da árvore, simbolizando o nascimento de uma nova consciência.

Viagem ao Sul da Índia Auroville
Vistas de Auroville

A  ecovila foi projetada em uma forma espiralada, inspirado na forma do nosso próprio universo, tendo como o centro, justo a árvore e o Matrimandir. No dia da inauguração, em 1968, estavam presentes mais  de 5.000 jovens de 124 países, que depositaram um punhado de sua terra natal, para misturá-lo simbolicamente com a terra de Auroville, sob uma estrutura de mármore na forma de um botão de lótus, juntamente com uma carta escrita a mão, pela “Mãe”, selando assim uma mensagem e promessa poderosa.

Hoje essa comunidade tem cerca de 2.000 pessoas vindos de muitos países, inclusive o Brasil, que vivem em busca da construção  e manutenção deste ideal. A vila possui escola, restaurantes, padarias, hospitais, cinemas e lojas. Investe em tecnologias sustentáveis e tem uma arquitetura contemporânea. Há um estímulo especial a práticas sustentáveis. Há diversas comunidades cada uma delas desenvolvendo projetos específicos. A maioria está dedicada à agricultura, desenvolvendo técnicas para a produção sustentável. Há também outras comunidades mais focadas na arquitetura e construção, desenvolvendo e experimentando novas técnicas.

Ali, vive-se na contramão do capitalismo. Crescer não é a prioridade.
Qualidade de vida, isso sim é uma aspiração imediata.

Seus residentes continuam a levar esta mesma visão ideal  em seus corações e mentes, dando esperanças. Os desafios são enormes, mas a ousadia os sobrepõem.

Viagem ao Sul da Índia Auroville Residentes
Residentes de Auroville